segunda-feira, março 27, 2006

era uma vez...

Era uma vez uma jovem que estava internada num hospital e que a meio de uma noite complicada, ouviu um gatinho miar. Levantou-se e de carrinho de soro atrás lá foi à pesca do gatinho. Conseguiu descobri-lo e levou-o para o aconchego da sua cama
O gatinho adormeceu e a jovem também. Eram 6 da mnhã acorda estremunhada com uma enfermeira espavorida a comunicar-lhe que não era permitido ter animais no hospital. E quando ela tentava contar a história, aparece outra enfermeira, também muito agitada, tira-lhe o gatinho da mão, agradecendo o apoio dado ao gato do doutor...
Havia um jovem medico que tinha encontrado nessa noite o bichinho no parque do hospital, todo molhado, cheio de fome e frio e recolhera-o para mal acabasse o turno, o levar para casa.
Pois é. Mas o médico foi chamado e o gato já seco, quentinho e de barriga cheia resolvera iniciar uma excursão pelo hospital, berrando pelo seu novo amigo.Umas horas depois, ele foi conhecer quem lhe recolhera o gatinho e sentou-se um pouco a conversar com a jovem que nessa noite acabou por perder o filho que esperava. No dia seguinte foi para a sala de operações e começou outro drama. Ninguem, mas ninguem a conseguia anestesiar. O jovem médico que prometera estar à sua espera quando acordasse da anestesia, estranhou a demora e foi à sala de cirurgia e foi ele que
tranquilamente lhe apanhou uma veia e a pôs KO. E foi quem esteve aquando do seu recobro.


Passados 33 anos, encontro o seu filho aqui num blog.

Foi o meu blind date .
O fiho desse médico esteve em nossa casa e passou o dia connosco e o mais engraçado é que o pai dele (que ainda nos encontraremos)não se lembra desta historia:::)))
E esta Hem???!!!

6 Uivos:

Blogger Kalinka uivou...

Estou a ler o teu post e a lembrar-me dos ultimos 4 dias que passei internada no hospital (tive alta ontem)...tb posso começar por:
Era uma vez uma jovem que estava internada num hospital e que a meio de uma noite complicada, levantou-se e de carrinho de soro atrás lá foi à pesca de algo. Não viu viva-alma e resolveu voltar para o seu quarto e mergulhar num sono profundo, pois dormir faz-lhe bem, enquanto dorme, não pensa em nada...!!!
É uma solidão estar num quarto de hospital...ainda estou em estado de choque, não tenho vontade de falar, sair, comunicar...nem viver

12:16 da manhã  
Blogger LUA DE LOBOS uivou...

Kalinka
Manda-me o teu tlf sff... eu tive a sorte de ter um gatinho para me dar carinho...
xi coração da maria

8:41 da manhã  
Blogger IsaMar uivou...

linda história e obrigado pela partilha.

9:38 da manhã  
Blogger Era uma vez um Girassol uivou...

E eu já a fazer um romance....!!!!
Mas é uma história de ternura que gostei muito de ler!
O gatinho...quem sabe....estranho!
Que é isso de velhota????
Sabes que na blogosfera não temos idade? tratamo-nos por tu, mandamoa beijinhos...Que interessa a idade? Tenho quase sessenta e estou cheia vontade de viver e aprender coisas novas...Imparável!
Beijinhos

2:54 da tarde  
Blogger diva dos sonhos uivou...

Poderia dizer-se que parece um sonho!!!

10:00 da tarde  
Blogger miguel uivou...

Sim, o meu Pai esqueceu.

De qualquer modo, quando te conheceu, tinha a mesma idade que eu.

Talvez eu seja a continuação.

Nada é por simples acaso.

Obrigado pelo dia magnífico que passei!

Beijos,
Miguel

11:37 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home