quinta-feira, março 16, 2006

MANHÃ FRIA



MANHÃ FRIA

Começado numa manhã fria,
insegura de sol e desejos,
o Amor caiu, desamparado.
O rio mansamente levou-o,
entregando-o ao mar,
insaciável e apaixonado.
Nadou entre corais e medusas,
dançou com algas e cavalos marinhos.
Quando se cansou...
enrolou-se,
qual gato de telhado numa concha,
repousando numa pérola.
Todos os dias, caminho descalça
desfazendo a areia
numa busca infinita
de uma concha molhada,
uma pérola e algo divino enroscado nela.
O Amor será de novo aconchegado
nos braços de uma Mulher.

maria de são pedro

18 Uivos:

Blogger greentea uivou...

as águas , fonte de vida, tudo levam

tudo trazem

até as conchas

sob outra forma


um bom dia para ti.

9:33 da manhã  
Blogger Alma uivou...

Muito bonito.
um abraço:)

3:22 da tarde  
Blogger Teresa Calcao uivou...

Qual de nos nao gostaria de encontrar essa concha tao unica e especial?
Beijinhos

9:18 da tarde  
Blogger miguel uivou...

Adorei!
Beijos,
Miguel

11:15 da tarde  
Blogger Era uma vez um Girassol uivou...

Para cada um de nós existe uma concha assim...
Gostei muito!
Bjs

12:29 da manhã  
Blogger axadresado uivou...

passear por este blog é sem duvida uma aprendizagem constante.
cumprimentos

4:09 da tarde  
Blogger Betty Branco Martins uivou...

Olá Maria de São Pedro

Linda a tua "Manhã fria" em que o amor acorda nos braços de uma mulher...

Beijinhos

Bom fim de semana

8:02 da tarde  
Blogger grzl uivou...

gostei muito do seu poema. mesmo muito.
um abraço
graziela

6:12 da tarde  
Blogger HatA/mãe uivou...

vemo-nos em breve ;)?
sempre me senti bem neste cantinho

9:14 da tarde  
Blogger Amaral uivou...

Por vezes, parece-nos impossível que tal aconteça, mas a realidade mostra que a confiança e a persistência são fortes aliadas. O Amor nunca se perde. Ele pode ir e voltar. Aqui e ali. Mas nunca se perde. Pode cair, desamparado, e parecer perdido, sem rumo. Quando um dia, o sol fizer o céu mais azul, quando uma onda quebrar o seu ímpeto e rosnar, baixinho, na areia molhada, o Amor virá, novo, numa canção de embalar, aconchegar-se brandamente nos braços de uma Mulher...

11:27 da tarde  
Blogger Musician uivou...

O amor... (suspiro) =)
Um beijinho*

11:38 da tarde  
Blogger Caracolinha uivou...

Lindo, lindo, lindo, lindo minha querida amiga !!!!

E há quanto tempo eu não ouvia esta música ...

Beijoquinha encaracolada :))

1:16 da manhã  
Blogger BÓLICE uivou...

A'fagos, sei sim senhora...

OBG. & inté

4:15 da manhã  
Blogger JL uivou...

Olá Maria de São Pedro,

A vida é isso mesmo: a busca incessante. Quem parar de buscar perdeu tudo o que tinha e o que podia vir a ter. Esperança incluida.

Um beijo e boa semana

5:46 da tarde  
Blogger Kalinka uivou...

Olá Amiga
Passo por aqui, para te dizer um segredo:
Hoje, especialmente hoje - dia 20, dá uma espreitadela no meu kalinka.
Bom início de semana e beijokas.

1:18 da manhã  
Blogger alfazema uivou...

Numa manhá fria começou a Primavera. Numa manhã fria se comemorou o dia da Poesia. Numa manhã fria passei por aqui e encontrei um lindo poema que nos fala de amor, de água, de mar.
Bonito. Um beijo

11:11 da tarde  
Blogger alfazema uivou...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

11:11 da tarde  
Blogger Luísa Mota uivou...

Olá Maria de São Pedro,

Este poema é uma belíssima cascata de emoção. Senti o despertar atento da aurora, levemente sensual e vi o nítido aconchegar da mesma, ao dia perene.

Bem hajas!

1 Bj*
Luísa

2:49 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home