sábado, maio 12, 2007

Criança desaparecida

Tudo o que se fizer, não é nunca demais para recuperar a criança inglesa desaparecida.
O que lamento é que pelas crianças portuguesas desaparecidas nunca se tenha feito nem um centésimo.
Como eu entendo a revolta dos pais portugueses em face de tudo isto...
O que lamento é que se tenha feito uma comunicação à Imprensa em duas linguas.
Bastava entregar uma tradução.
O que lamento é que aparentemente, seja um problema entre ingleses e a arrogancia chegue ao ponto de um jornalista inglês exigir que se mude a lei portuguesa.
Que tal mudarem a deles??
Porque há muitas mais crianças desaparecidas só no último ano em Inglaterra - 78 !!!
Com tantos especialistas que apressadamente mandaram para Portugal, não percebo a eficiencia.
Eu gostava de saber (como o jornalista Hernani Carvalho tão certeiramente disse) se a um de nós fosse roubada uma criança em Inglaterra, alguém iria fazer comunicados em português ou haveria tanta solidariedade.
Já chega de tanto servilismo.
Que tal puxar pelos galões e começarmos a ser Gente!!!

9 Uivos:

Blogger Ni uivou...

EXCELENTE!!!!

Ninguém fica indiferente ao olhar puro de uma criança, que sabemos desaparecida, e nem ousamos pensar em 'como' estará...
Ninguém deixa de tremer face à dor, impossível de qualificar e quantificar, dos pais...

Mas, e as outras? E as nossas? E as que têm nomes portugueses e pais humildes?

Será que o caso Madeleine veio ajudar a desviar a atenção sobre um certo 1º ministro? Será que a indignação face às críticas inglesas apelam, na perfeição, à nossa solidariedade nacional... até relativamente a quem se quer aproveitar de todas as facetas deste caso?

Não sei...
Sei que todas as nosass crianças, desaparecidas, mereciam um tratamento igual a Madeleine... ainda que o (des)governo se aproveitasse para se publicitar...

6:19 da tarde  
Blogger Ana Patudos uivou...

Subscrevo inteiramente as tuas palavras Maria, mas é o país que temos, não é verdade? Há muitos puxa-sacos e nada fazem ...
bjo
Ana Paula

10:02 da tarde  
Blogger Paula Raposo uivou...

Verdade. Beijos.

11:43 da tarde  
Blogger Cleopatra uivou...

UFFF
Consegui entrar nesta blog trancafiado!
És tu no meu e eu no teu.
Pois.
-

É isso mesmo
.
No Blog do anónimo, escrevi que está a caminho lá minha moon uma postagem sobre "outras" crianças desaparecidas.

Gostei do teu cuidado com o nº de desaparecidos em Inglaterra.
É assim mesmo.
Apareceram aí meia dúzia ou duas dúzias,( Eram tantos!) de jornalistas aflitos e ofendidos que as nossas policias não diziam nada!

Que não andavam de 15 em 15 minutos a gritar o que viam eles e cheiravam os cães.
Cheios de arrogância e a vomitar competências que não têm.

Na verdade, o nosso método de trabalho é diferente do deles e não tem de ser igual..
Qto ao "nº" que se seguiu... é tudo para salvar o turismo.
Ou achas que é só, servilismo??
Não.!
O 1º apareceu a dizer, em mau inglês que Portugal era: UM PAÍS MUITO SEGURO!

Pois é.

Nunca despareceram crianças portuguesas por cá.
Nem há tráfico de nada por cá
Nem há por aí gente com medo de sair à rua à noite!
Nem há por aí gente com medo das mafias de leste!
nem há por aí bairros em que nem se pode entrar ou chegar perto!
nem há por aí crianças violadas abusadas e gente a sofrer maus tratos!

PORTUGAL É UM PAÍS MUITO SEGURO para o Sr, Ministro

ai....
vou sair de fininho Maria...

Ah! esquecia-me: Nós falamos tudo!
Se em Londres perguntares as horas ou o nome de uma rua,... dizem-te num Inglês snob: I don't understand!

Boa noite!!

12:35 da manhã  
Blogger Rodolfo N uivou...

Tenés tazón, hay una clara diferencia entre paises poderosos y sometidos.
Son las cosas que hay que cambiar1
Beijos

10:12 da manhã  
Blogger nothing uivou...

a verdade tal como ela é... infelizmente...

Beijinho e boa semana

4:01 da tarde  
Blogger greentea uivou...

não tenho querido falar neste caso nem no desaparecimento da criança, pelo menos a nivel do blog.
Mas questiono-me que uma mãe vá calmamente jantar com o pai dos seus filhos e deixe estes a dormir sozinhos e em quartos separados...
...tantas idas à missa , sempre com a comunicação social atrás ...

...escolha de um CONSULTOR DE IMAGEM para os acompanhar...

...passeios pela praia e outros lados , a dois, sem os outros filhos, depois da cena por que já passaram ...???

Mentes portuguesas, decerto, mas fala a mãe de uma filha, que passou por situações pouco fáceis!

4:19 da tarde  
Blogger DarkMorgana uivou...

Boa, Maria!

É porque nós os portuguesinhos, somos o país dos pobrezinhos e temos sempre que nos sentirmos inferiores e pedirmos muitas desculpas por existirmos!

Quantas crianças portuguesas é que já terão desaparecido nos outros países?
E o que é que se fez para as que despareceram cá?

5:06 da tarde  
Blogger Zica Cabral uivou...

minha querida escreveste aqui o que eu já tinha pensado mas, confesso, não tinha coragem de dizer. Eu que aqui vivo , senti os olhares incomodativos de muitos iongleses por ser portuguesa. Como se fosse só em Portugal que desaparecessem crianças. Como se o meu apís fosse culpado de tudo e a policia a mais incompetente do mundo. Quando a suspeita (falsa ou verdadeira , não sei) caiu sobre um inglªes houve um silenciar automatico e as pessoas já olhavam de llado com ares culpados. Mas sempre culpando a policia ortuguesa e a lei que faz com que os factos não sejam logo revelados ao publico. Aqui, neste momento, o silencio é quase total nos telejornais ingleses e as unicas noticias vêm vindo pela internet. Os jornias já não publicam na primeira pag., limitam-se a noticias curtas e vagas nas pags interiores. O caso perdeu o impacto inicial.
E dizes bem..........quantas crianças inglesas desaparecem por mês e ninguem fala delas?
Quantas crianças portuguesas desaparecem tb e o silencio é total?
Que inconsciência daqueles pais irem jantar fora a um restaurante que nem sequer ficava tão perto como isso e deixarem as crianças sozinhas. Com a desculpa, primeiro , de que as íam ver de 1/2 em 1/2 hora (acreditam nisso? Eu não) e agora com a desculpa mais esfarrapada ainda de que os casais amigos estariam encarregados de as vigiar. O que nunca disseram no principio nem nenhum casal amigo pareceu a dizê-lo. Os milhares de libras que já se moveram, a show de média que se tem levantado fazem-me crer no que o John apontou logo de principio e eu recusei. Será que estes pais têm algo a ver com o desaparecimento da criança?
Pensamento horrivel que eu recusei na altura mas que agora me faz pensar mais um pouco............
Já não é p primeiro caso de pais que acidentalmente matam a crinaça e que depois de a fazerem desaparecer chamam a policia e a dão como desaparecida. Pelo menos aqui em Inglaterra não seriam os primeiros...............

tudo isto me cheira a esturro....

e mais não digo..........

7:19 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home