segunda-feira, maio 09, 2005

CARLOTA

A um espirito superior - Zita Duarte - que nos deixou há uns anos mas que continua a morar na nossa família.
Que nos deixou em herança uma gata - a Carlota.



CARLOTA

Gata curiosa,
tigrada de tons mistério,
brindas a vidas passadas
ao mirares-me de raspão.
Decidiu, serena,
ficar comigo.
A casa encheu-se de silêncios
cautelosos,
cortados aqui e ali
por sons roucos de prazer.
Eu a chamei de
Carlota.

2 Uivos:

Anonymous Anónimo uivou...

como sempre um belo poema onde a simplicidade, de tão dificil de alcançar, impera .
E que linda Gata, a CARLOTA.

9:46 da manhã  
Blogger TMara uivou...

simples e belo. Bonita a Carlota. Bjs e;)

7:48 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home