segunda-feira, novembro 14, 2005

TRAIÇÃO



à medida que o dia ia correndo, o meu humor foi ficando amargo, ácido...
porque quando vêm as recordações e as memórias que pensava já ter apagadas, o olhar torna-se cinzento e baço.
vieram devagar, essas lembranças de traições, pequenas e grandes, que povoam a vida e que nos deixam no mínimo, de rastos...
nunca consegui lidar com traições.
não consigo entender como se pode encarar alguém de frente, olhos nos olhos e mentir, despudoradamente, sem a mais pequena sombra de remorso ou pingo de consciência...
será que vou mentir tão bem quanto os outros?
acho que me vou candidatar ao Óscar de 2006... afinal, já experimentei e ...é mesmo muito fácil mentir.

10 Uivos:

Blogger ricardo uivou...

a mentira até pode ser um acto fácil. o difícil [para algumas pessoas] é lidar com ela depois...

acredito que dessa incapacidade se faz uma pessoa. como poucas.

9:09 da tarde  
Blogger Luisa uivou...

A mentira é como uma teia de aranha em que nos enredamos sem conseguirmos soltar-nos.

9:30 da tarde  
Blogger Betty Branco Martins uivou...

A mentira nunca nos leva muito longe. (Por isso se diz que a mentira tem perna curta)

É claro que sofremos e muito quando alguém nos mente. E é dificil esquecer - afinal de contas somos humanos!

Beijinhos

11:32 da tarde  
Blogger JMTeles da Silva uivou...

Obrigado pela visita e comentário.

9:25 da manhã  
Blogger Rui uivou...

E tem sido fácil lidar com a consciência da mentira? Muita vezes é essa a parte mais complicada da coisa.

10:32 da manhã  
Blogger Silvia uivou...

Não minta. Acho que no fundo só nos enganamos a nós próprios e aos aoutros enqunato eles queiram ser enganados.

Hà que ser diferente e não ter ambição de ganhar óscares.

11:25 da manhã  
Blogger Zica Cabral uivou...

as traições só são más para quem as comete. Para quem foi traído é um alivio porque pode livrar-se do traidor mais facilmente. Esta é a minha filosofia de vida. Quem trai e mente tem que lidar com a sua consciencia à noite (e durante o dia) Não podemos é descermos a esse nível. Porque se eles não têm consciencia , nós temos. Portanto o melhor a fazer é votarmo-los ao desprezo e riscá-los da nossa vida. É o que eu faço............apago-os. Mato-os dentro de mim........desaparecem. E juro-te que não sofro mais nada só a primeira surpresa.
beijinhos querida
Zica

5:46 da tarde  
Blogger Furão uivou...

O conceito de traição anda demasiadamente banalizado, como os crimes nas televisões, à hora de jantar. E pior do que banalizá-lo é reduzi-lo às relações amorosas. Nesse aspecto, permite-me que te diga que só acho que existe traição onde existir um amor profundo, e aí ela é muito improvável. Porém, se esse amor já tiver morrido, ou estiver moribundo, não passa de uma mentirazeca.

Por essa razão prefiro falar naquela que considero a única traição digna desse nome e verdadeiramente infame e imperdoável: a da amizade.
Os amigos não têm que ir para a cama juntos, nem pedir autorização para dormir com este ou com esta. Os amigos apenas têm que o ser, SEMPRE, até à morte, isso mesmo, amigos.

Um beijo

6:06 da tarde  
Blogger LUA DE LOBOS uivou...

meus amigos
isto foi um texto e não uma biografia de uma traição... embora esteja de acordo com o Furão, amaior traição e a que doi mais seja a praticada através de uma amizade...

10:01 da manhã  
Blogger Silêncios uivou...

...Aos outros! A nós, é mais dificil,porque a verdade está sempre ali, presente, á nossa frente...a menos que fiquemos cegos...e ainda assim...
Fica um beijo

4:28 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home