quinta-feira, março 03, 2005


Tenho 49 anos e estou presa porque matei o meu marido.
Estou em prisão preventiva e recusei advogado de defesa.
Defesa para quê?
De quê?
De quem?
Matei o monstro que me espancou e violou de todas as formas e feitios durante vinte e sete anos.
Um dia perdi o MEDO.
Esperei que adormecesse e esfaqueei-o vinte sete vezes.
Uma facada por cada ano roubado da minha vida.
Estou serena.
Nunca me senti tão tranquila na minha vida.
Vivo numa prisão onde sou respeitada.
Onde tenho alimento.
Onde ninguém me viola ou espanca.
Consigo sentir-me feliz e durmo tranquila como não dormia há vinte sete anos.
Caso VIII

4 Uivos:

Blogger Joaquim Eduardo Oliveira uivou...

(Este comentário vem do Fogo-Fátuo)

Somos poucos, por enquanto. Tantos quanto o são um só.
Há já quem saiba que existo. Há quem me ame. E isso não é ignorância.
Vieste aqui parar, Lua de Lobos. Viste?

Um grande abraço.
JEO

8:07 da tarde  
Blogger Daniela uivou...

i can't help falling in love with you..

11:48 da tarde  
Blogger Isabel Magalhães uivou...

Maria de São Pedro;

As minhas felicitações. Um abraço

*** Isabel

3:13 da tarde  
Blogger IceTeaAddict uivou...

Muitos parabéns, está fantástico...
O dia internacional da mulher devia ser todos os dias,especialmente para as mulheres como as que descreves...

Um abraço, e obrigado pelo comentário no meu berlogue ;)
Ice

9:17 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home