domingo, fevereiro 04, 2007

QUANDO

Quando se chega à triste conclusão de que não vale a pena investir em algo, o melhor é mesmo desistir... aprendi isso à minha custa e ao fim de muitos anos de teimas em que a maior das vezes perdia a batalha.
Ao longo da minha vida tenho desistido de coisas, de projectos e de pessoas.
Porque eu também desisto de pessoas.
E cada vez com mais velocidade.
Porque não tenho tempo a perder e só me apetece conviver com seres que me ensinem.
Não me apetece perder tempo com causas perdidas.
E ando a desistir muito.

24 Uivos:

Blogger nothing uivou...

as vezes custa... e vai-se desistindo...
outras, vai-se lutando...
mas as vezes chega a um ponto que parece que se anda adormecido... pois foram muitas coisas e pessoas das quais se foi desistindo... não há muitas por que valha a pena lutar...

é triste...

12:09 da manhã  
Blogger Quicocas uivou...

Realmente, devido a certas situações ou pessoas, muitas vezes temos uma vontade tão grande de desisitir, de mandar tudo para trás das costas... Mas o melhor que temos a fazer é olhar para a frente, respirar fundo e arregaçar as mangas. Nunca devemos baixar os braços. Quantas vezes não deixamos de fazer tantas coisas, com medo que não dêm certo ou que as pessoas nos desiludam? Acho que mais vale tentarmos e falharmos do que vivermos com a incerteza permanente do que teria acontecido se tivessemos arriscado. Não desistas. Tenta e vais ver que mais cedo ou mais tarde consegues.
Desistir é morrer!
Beijinhos!!!

12:55 da tarde  
Blogger Paula Raposo uivou...

Não entendi esta tua desistência. Não estou a ver que desistas de algo. Beijos, Maria.

9:34 da tarde  
Blogger Era uma vez um Girassol uivou...

Não me importo de desistir de algumas coisas...
Das pessoas é mais difícil.
Penso que importa é avançar, pisar terra nova, descobrir.
Sempre se ganha algo...
Beijinhos, poetisa!

10:56 da tarde  
Blogger rendadebilros uivou...

Com o tempo que passa ou deixamos de ser ingénuos ou passamos a ser mais exigentes... ou então deixamos de ter paciência...
Agradeço a tua visita. Passei por aqui e gostei muito... e fiuqie impressionada com o facto de teres um livro publicado com o nome do teu blogue. Parabéns.
Gosto da tua escrita!!!
Beijos.

9:29 da tarde  
Blogger veritas uivou...

Olá Maria!

Adorei as tuas palavras, porque me revejo em "Porque eu também desisto de pessoas.
E cada vez com mais velocidade.
Porque não tenho tempo a perder e só me apetece conviver com seres que me ensinem."

Bjs. Boa semana.

11:31 da tarde  
Blogger jawaa uivou...

Às vezes temos mesmo de desistir de coisas, mas de pessoas e projectos é sempre cedo, não importa a idade. Há sempre outros projectos, outras pessoas, outros uivos para escutar...

Obrigada pelo contacto no meu lugar a que não tenho ultimamente dado a atenção que merece quem me visita.
Já respirei fundo...
Um abraço

3:02 da manhã  
Blogger Betty Branco Martins uivou...

Querida Maria

É verdade que se diz:

Quando se fecha uma porta - abre-se uma janela.

É bastante abrangente este frase

Nós por vezes temos que fechar algumas portas - um modo de protecção

Deixando janelas abertas - a modo para que a luz possa sempre entrar

Beijinhos com muito carinho

2:56 da tarde  
Blogger António uivou...

Olá!
Deves ser das pessoas que me lê sem comentar, pois não me lembro do teu nome nem de "Lua da Lobos".
Por isso mesmo é com especial apreço que registo a tua visita no dia do 2º aniversário da minha casinha literária, agora com algumas rachadelas resultantes das inovações tecnológicas do Blogger.

Deixa-me dizer-te que desistir do que não presta não é defeito, é virtude!

Beijinhos

3:24 da tarde  
Blogger Avusa uivou...

nada do que dizes me parece preocupante. Mostra talvez, que finalmente estejas a tomar a atitude certa…

6:10 da tarde  
Blogger Friedrich uivou...

(...) Quando... Desistir é sempre uma conclusão tirada que não nos ensinará o caminho, mas poderá nos indicar uma outra direcção; porque sabemos mesmo que não queremos ir por a li...

Um terno beijo, desiste sempre de tudo o que te pareça mesmo mau... Mas sem haver dúvidas.

Aqui é o meu canto de paz:
http://babushka.blogs.sapo.pt/

7:32 da tarde  
Blogger calamity jane uivou...

raramente desisto de seja o que for; o mais das vezes, o que faço é adiar projectos, ou transformá-los noutra coisa, mais exequível; até porque,por vezes, quando julgo que desisti de alguma coisa, essa mesma coisa bate-me à porta, mostrando-me que, como dizia uma pessoa que conheci muito recentemente, "quando quero (descobrir) alguma coisa, mordo e não largo". Acho que, apesar de ser o mais difícil, é das pessoas que acabo por desistir mais, depois de muito sofrer, embater em portas fechadas, e por vezes até por força das circunstâncias: como não desistir de alguém que desiste de si próprio? Pois mesmo assim eu, burra, por vezes continuo a insistir. Custa muito. Custa horrores. mas às vezes é mesmo melhor desistir. Pela nossa sanidade mental.
Bom, mas não foi por isto que aqui vim. Vim mesmo deixar um link, como prometido ;-)
beijos

7:33 da tarde  
Blogger Menina_marota uivou...

Sim é difícil desistir, mesmo quando por vezes sabemos e constatamos que não há outro remédio a não ser esse.

Há momentos da nossa Vida que temos que parar para reflectir, naqueilo que vale a pena existir na nossa vida. E o balanço final, deverá ser para as coisas positivas.

Já muita gente me tem desiludido e por vezes nem se apercebe que eu estou a "ver" e a sentir o que me fazem. Mas entre perder essas pessoas, que apesar de tudo ainda me dão algo de positivo, e desistir de algo bom que possa capatar, fico por as manter.

Espero que esta seja só uma fase passageira, porque nada é eterno... nem mesmo os desgostos e a desilusão...

Um abraço carinhoso e bom fim de semana ;)

2:17 da tarde  
Blogger Menina_marota uivou...

Ressalvo:
Onde se lê "naqueilo" deverá ler-se naquilo
e,
"capatar" deverá ler-se captar.

Só ler depois o que se escreve, faz fazer esta "figura" eheh

beijinhos ;)

2:20 da tarde  
Blogger Noa uivou...

às vezes custa muito mesmo...e o mais fácil acaba sendo o desistir...mas não devemos.
Um beijo

2:28 da tarde  
Blogger Castor (moi-je...ehe, ehe) uivou...

Devemos reavaliar, em cada momento da vida, as nossas prioridades, principalmente no que toca a relações afectivas. Investir no que nos faz mal é perdermos muito tempo, tempo que nos poderá fazer falta.

2:39 da manhã  
Blogger Cleopatra uivou...

Ora Maria, o teu tempo nunca se perde! ;) bjito

2:45 da manhã  
Blogger Daniel Aladiah uivou...

Nem todas as aberturas podem ser trespassadas e resta-nos olhar em volta, pois quando se fecha uma porta, poderá abrir-se uma janela.
Um beijo
Daniel

1:19 da tarde  
Blogger Lua Obscura uivou...

Que agradável entrar e ouvir logo Dire Straits, saudades, já não ouvia há muito.
Parabéns pelo blog.
Já agora, vale sempre a pena lutar...

Um abraço

11:57 da tarde  
Blogger António uivou...

Olá, Maria!
Como já comentei este teu post, limitar-me-ei a agradecer o teu comentário à minha história do Fausto na noite vestida de bréu.
E informar que aproveitei para registar que és uma cagarola.
ah ah ah

Beijinhos

12:39 da tarde  
Blogger Leonoretta uivou...

ola
penso que é a primeira vez que nos cruzamos e para ja gostei do teu realismo la no meu sitio e agora novamente aqui. penso como tu.mas a maior part prefere nao pensar.
beijinhos da leonoreta

12:59 da tarde  
Blogger José Miguel Ferrer uivou...

Acho que uma certa selecção só faz bem e é, muitas vezes necessária.
Evita que se "perca tempo" com causas que não merecem a nossa disponibilidade.
Para ti - todo o tempo do mundo.
Beijos,
Miguel

11:39 da tarde  
Blogger Barão da Tróia II uivou...

Quantas vezes são lutas inglórias, mas há que continuar, boa semana.

3:23 da tarde  
Blogger Abstrata uivou...

Gostaria de saber, por gentileza, o nome da música e da banda ou cantor que toca em seu blog.
Obrigada

10:51 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home