sexta-feira, maio 15, 2009



Perdi a minha última Raíz.

Agora sou eu a Raíz.

13 Uivos:

Blogger Paula Raposo uivou...

Sem dúvida. Beijos.

9:53 da manhã  
Blogger JúliaML uivou...

...transformamo-nos, damos fruto. é verdade, querida Maria.

assim se sobrevive...bela e profunda reflexão.

abraço-te

10:31 da manhã  
Blogger Rodolfo N uivou...

Tremenda verdad...
Inmensa responsabilidad...
Lógico temor...
Somos nuestroprio respaldo y sostentemos a quienes nos siguen...

Beijos, amiga.
Buen fin de semana!

6:12 da tarde  
Blogger legivel uivou...

... agradeço a tua informação em tempo útil. É que eu sou tão tão cabeça no ar que passo por cima de toda a folha e poderia magoar-te.

Xi.

11:33 da tarde  
Blogger © Piedade Araújo Sol uivou...

sem margens para dúvidas.

beij

5:39 da tarde  
Blogger jo ra tone uivou...

Nem mais!
tb está na Fonte das Lágrimas.
Bjo
Bom Domingo

2:01 da tarde  
Blogger Ana Camarra uivou...

A sensação de orfandade, de perder as raizes é dolorosa e desemparada.

um beijo

9:54 da tarde  
Blogger Mena G uivou...

Deu-me que pensar, esta sua postagem.
Nem sei como a comentar...

11:32 da tarde  
Blogger Cleopatra uivou...

Não perdeste.....Ela vive e permanece em ti.
É assim que me vejo nos meus filhos.
Serão uma continuação minha e eu continuarei viva neles.
Desculpa Maria...Mas eu estou sempre no contra.
Não te digo mais nada a não ser que gosto muito de ti.
Bj

11:41 da tarde  
Blogger Maria Clarinda uivou...

E felizmente tiveste-as até trade...
Sei que és uma boa raiz...
Jinhos muitos

8:14 da manhã  
Blogger Maria, Simplesmente uivou...

Não podemos perder a nossa última raíz pois caso isso aconteça deixamos de saber quem somos... nada nos resta.
Volta sempre e quando te apetecer

Maria

1:47 da tarde  
Blogger Lobo velho da Serra uivou...

Deixa para lá a raiz, mesmo que seja a última. Pelas raízes ficaste presa a algo que talvez nem fosse teu, nem fosses tu... Presa às raízes, perdeste a talvez possível liberdade... Sem elas és livre, mesmo que esta última que dizes que perdeste, contivesse na seiva algumas nostalgias que "um dia" te fizeram feliz... Felicidade e Liberdade???111 Não querias mais nada!!! Vive, minha Loba, que a vida por si só tem que bastar a alguém como tu!!! Não precisas de mais nada!!!
O mesmo pudesse dizer eu...
O Lobo (enraízado)

9:55 da tarde  
Blogger ana paula uivou...

Adorei o que vc escreveu : aprender tudo que meu último neuronio aguentar....será meu lema....abraço !

12:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home