segunda-feira, junho 26, 2006

Portugal e as bandeiras da Pátria ....

Portugal e as bandeiras da Pátria ....

( Ácido e corrosivo quanto baste, para acordar os distraídos[as] deste país...)

Cá por mim, vou colocar uma Bandeira Portuguesa na janela.... mas só... quando:

- Quando Portugal deixar de ser o país da Europa com maior índice de abandono escolar e de corrupção.

- Quando em Portugal, ninguém que trabalhe ou queira trabalhar ou tenha trabalhado toda a vida, ou que não possa trabalhar, passe fome.

- Quando o desemprego não for um desígnio nacional.

- Quando a classe política deixar de ser maioritariamente composta por incompetentes patéticos.

- Quando se construírem menos Centros Comerciais maiores da Europa e quando não houver necessidade de fechar Centros de Saúde, Maternidades e Escolas com poucas crianças para ensinar.

- Quando não se tiver de se retirar os pianos de uma sala de uma Escola Superior de Música, porque o chão ameaça ruir.

- Quando “morangos com açúcar” seja exclusivamente e apenas uma sobremesa.

- Quando acabar a pouca vergonha do Estado (com o dinheiro dos cidadãos) gastar 3.500.000€ com transportes dos Deputados e por outro lado milhares de cidadãos não tenham dinheiro para comprar o passe social de transportes.

- Quando os velhos forem tratados com dignidade, filho, instituições e políticos.

- Os papás em casa forem capazes de ensinar os filhos e nas Escolas os Professores e Auxiliares de Educação sejam respeitados.

- Quando todos os professores forem competentes e escolhidos mediante as suas reais capacidades didácticas.

- Quando a polícia deixar de fingir que não vê as lutas de pit-bull nas diversas Trafarias do País, bem como as corridas a 250 Km/h em várias Pontes Vasco da Gama do País, às 6ªs feiras à noite.

- Quando as televisões entenderem que, ao transformar os Incêndios em grandes espectáculos de variedades, estão a transformar os incendiários em realizadores e produtores de grandes programas de televisão, o que os enche de vaidade e é altamente motivador.

- Quando se investigar como é que aquele senhor arranjou dinheiro para comprar o Ferrari.

- Quando a violência doméstica, a pedofilia violação e todos os crimes cometidos contra crianças, forem punidos com 50 anos de cadeia.

- Quando a Justiça for capaz de julgar, sem a nociva influência de alguns influentes advogados que não o sabem ser, mas são meros agentes, para colocar entraves ao andamento dos processos que por isso duram anos para ser resolvidos.

- Quando as ruas deste país estiverem limpas de publicidade abusiva e ilegalmente colada mobiliário urbano, tais como, semáforos, candeeiros, sinais de transito bem como em Monumentos Nacionais, túneis e pontes da via pública.

- Quando os Portugueses perceberem que as figuras do programa de TV “contra informação”, não são apenas caricaturas, mas sim o retrato fiel das pessoas retratadas.

- Quando a selvajaria anual de Barrancos, acabar por falta de espectadores.

- Quando os jornais, revistas, programas de rádio e de televisão, chamados de desportivos souberem que além do futebol, também se praticam mais 347 outros desportos e que mesmo no futebol, há outros Clubes além do Sporting, do Benfica e do Porto.

- Quando não houver um 1º Ministro que tenha a lata de abandonar o País à má fila de em plena crise para ir sofregamente atrás de um qualquer tacho mais aliciante.

- Quando a gripe das aves não tiver direito a mais do que 1 minuto de tempo de antena, por mês, incluindo a informação de que morreram 1 indonésio e 2 chineses, quando nos 5 segundos que demorou a noticia, morreram mais de 700.000 pessoas com outras 250 doenças e 300.000 crianças morreram de fome, de malária e de cólera em África.

- Quando nenhum governante tiver o desplante de dizer que “abriu a época oficial de incêndios”.

- Quando a TVI encerrar por total falta de audiência.

- Quando o Estado, e os homens do espectáculo, pedirem desculpas públicas, póstumas, a José Viana.

- Quando a população não eleger para Presidentes de Câmara indivíduos fugidos à justiça.

- Quando a maioria dos Jornalistas souber falar e escrever português, e deixar de fazer constantemente perguntas idiotas aos entrevistados.

- Quando houver, no estrangeiro, tantas pessoas que conheçam o Eusébio, o Figo, o Cristiano Ronaldo e o Mourinho, como o Camões, o Prof. Agostinho da Silva, o Prof. Vitorino Nemésio, o Rafael Bordalo Pinheiro, o Henrique Medina e muitos, muitos , muitos outros que nunca deram um pontapé numa bola.

- Quando houver tantos Portugueses que sabem quem são, a Maria João Pires e a Helena Vieira da Silva como os que sabem quem são o Pinto da Costa, o Valentim Loureiro, o Luís Filipe Vieira, o Manuel Goucha, a Cátia Vanessa, o Abrunhosa, a Júlia Pinheiro, a Quicas Vanzeler, e o Mantorras

- Quando o peixe não chegar às mesas de quem o pode comprar 10 vezes mais caro do que foi vendido nas lotas, para que mais pessoas o possam comer e menos intermediários se possam encher

- Quando os caçadores que abandonam os cães, no fim da época da caça forem presos.

- Quando o mesmo tratamento for dado aos cidadãos que abandonarem na rua perdidos os cãezinhos e gatinhos logo que estes cresçam porque deixarem de ser novidade, por não os suportam mais em casa.

- Quando os pequenos e médios Empresários Portugueses não comprarem o 2º Mercedes e a casinha no Algarve, antes de pagarem os ordenados que devem aos Trabalhadores, as Facturas que devem aos Fornecedores, e as contribuições que devem à Segurança Social e ao Fisco.

- Quando os projectos Aeroporto da Ota e o do TGV Lisboa-Porto tiverem sido unicamente brincadeiras de mau gosto.

- Quando o Estado e as Câmaras Municipais pagarem os milhões que devem aos Fornecedores e outras Entidades credoras.

-Quando o Estado for condenado a pagar indemnizações, devidas a erros cometidos pelos Governantes individualmente, elas sejam pagas do bolso desses governantes responsáveis e não pelo Estado, pois o dinheiro do Estado é de nós todos e não fomos nós que fizemos a asneira.

- Quando os alunos dos diversos graus de ensino, passarem de ano por terem tido notas para isso e não porque os papás apresentaram recursos idiotas e os Professores e os membros dos Conselhos Directivos tenham medo de perder o Emprego.

- Quando milhentas estações de rádio e as televisões, que só divulgam Anjos, Batnavó, Clãs, Papaossos, Toutaver, Andacáquésminha, Blindtreta, Tarantantan, Fuckyou, Put your finger in my ass, Alex’s e Toni’s, Magdas Vanessas, Cátias Tampinhas, Carlas Bzz e mais 3.500 grupos e “artistas” da nossa praça, utilizarem 10 minutinhos por dia a divulgar a música de dos Mozarts, dos Beethovens, dos Schuberts, dos Tchaikovskys, dos Verdis, dos Puccinis e de mais 50000 compositores que se entretiveram, no seu tempo a fazer música (a musiquinha ainda não tinha sido inventada) e os Gershwin’s, os Bernsteins, os Casals, os Rodrigos e muitos outros que fizeram música, mesmo depois das musiquinhas terem sido inventadas ou ainda as Orquestras Típicas e os ranchos de folclore genuíno deste país.

- Nenhum ministro, nenhum professor, nenhum jornalista disser tênhamos ou póssamos.

- Quando não for possível ouvir nos noticiários de uma rádio uma “jornalista” dizer frases como esta: “A Câmara de Lisboa tem um projecto para a construção de um viaduto sobre o bairro da Graça, para facilitar o tráfico no local”, ou outros 500 dizerem que “Um batalhão da GNR vai para Timor, sobre o comando do Major Lopes da Silva” ou outros 1500 dizerem: “O Ministro Lopes da Silva foi um dos primeiros que chegou ao local do incêndio”.

- Quando houver mais pessoas a ouvir os Madredeus do que o Quim Barreiros, o Toi, a Agata...., ou seja quando tiverem alguma educação musical.

- Quando deixar de ser possível assistir ao espectáculo degradante, porque hipócrita, de ver candidatos a eleições, nos Mercados a dar beijinhos às peixeiras, (obviamente, na maioria dos casos, completamente enojados)

- Quando não for possível assistir ao espectáculo deprimente, com direito a transmissão em directo pela televisão, de um 1º Ministro ir a Tróia, com toda a comitiva, para a varanda de um apartamento alugado e pago com o dinheiro dos nossos impostos, carregar num detonador faz-de-conta (de cartão e esferovite), para teatralizar a implosão de um prédio abandonado, como se tratasse do lançamento de uma nave para a lua, com 3 astronautas portugueses a bordo.

- Quando as obras públicas, que são pagas com o nosso dinheiro, deixarem de custar sistematicamente mais do dobro do que foi orçamentado e adjudicado e que a palavra “derrapagem” seja substituída pela palavra “roubo”.

- Quando os Polícias não tiverem medo dos Ladrões, os ladrões tiverem medo dos polícias e os cidadãos normais não tiverem medo dos polícias.

- Quando figuras ridículas do tipo Zés Castelo Branco, Cinhas e outros Jardins, Hermans Josés (pós 1995) Lilis Caneças e mais 5.000 figuras destas não aparecem na televisão e nas Revistas, bem como quando os Editores das mesmas, estiverem internados em Unidades de Saúde Mental.

- Quando o sr. Marques Mendes não tiver a lata de criticar o sr. Sócrates por ter aumentado o IVA de 19% para 21%, e de vender património, quando no Governo anterior, da cor dele, a primeira medida que foi tomada, foi aumentar o IVA de 17% para 19%.e ao longo do mandato, só não se ter vendido a Torre de Belém, os Jerónimos e o Convento de Mafra porque não apareceu nenhum dos grandes Empresários da nossa praça, interessado, já que nenhum destes edifícios dá para transformar em Centro Comercial.

- Quando os Trabalhadores e os Médicos que validam baixas fraudulentas, forem presos.

- Quando as Empresas deixarem de adulterar as Contas, para fugir ao Fisco

- Quando as áreas de serviço das auto-estradas deixarem de ter clientes, por as pessoas não gostarem de ser escandalosamente exploradas

- Quando todos os comentadores da bola que debitam verdadeiros tratados de futebol na televisão e na rádio e escrevem nos pasquins, forem contratados para treinadores dos maiores clubes, pois só assim esses clubes podem ser todos campeões.

- Quando os médicos deixarem de se pavonear nos corredores e nos bares dos hospitais, com o estetoscópio pendurado ao pescoço, pelo mesmo motivo porque os informáticos não andam com o rato, as costureiras não andam com a fita métrica, os boxeurs não andam com as luvas de boxe, os jogadores de snooker não andam com os tacos e os bombeiros não andam com as mangueiras.

- Quando os milhentos dirigentes das milhentas Fundações, fizerem alguma coisa útil, além de receber o ordenado.

- Quando não for verdade que os Deputados faltaram em massa ao trabalho para irem passar um fim-de-semana prolongado, ao Algarve e isso ser a coisa mais natural da vida.

- Quando o Deputado Narana Coissoró engolir as palavras que disse alegando que os corre legionários tem todo o direito de não ir à Assembleia da Republica para ver desafios de futebol.

- Quando a Assembleia da República tiver reduzido para metade a quantidade de Deputados evitando os que lá estão apenas a encher os assentos e a ganhar chorudos ordenados com imensas mordomias.

- Quando nenhum médico operar o pé esquerdo são, de um doente que tinha um problema grave no pé direito e, no fim, justificar-se com: “até foi bom, porque assim, já não vai ter o problema no pé esquerdo” sem ser imediatamente expulso da Ordem dos Médicos.

- Quando só houver palhaços, nos circos.

- Quando a Publicidade enganosa levar os anunciantes, à prisão.

- Os projectos de construção forem efectuados por Arquitectos e Engenheiros, e os construtores civis só tratarem da construção.

- Quando se souber o resultado dos inquéritos que se diz terem sido levantados a diversas figuras públicas e Entidades oficiais, pela presunção de diversos crimes, bem como todos os que vierem a ser levantados.

- Quando nas clínicas privadas a grande maioria dos partos deixar de ser feita por cesariana com data marcada, porque uma cesariana factura muito mais e dá muito mais honorários ao médico, do que um parto natural.

- Quando os fumadores respeitarem, os não fumadores, inclusive durante as refeições.

- Quando os fumadores, que querem deixar de fumar, perceberem que os medicamentos e produtos anti-tabaco que apareceram, de repente, no mercado, como marabuntas e que custam balúrdios, são óptimos para enganar os papalvos e encher os Laboratórios ainda com mais lucros.

- Quando o futebol voltar a ser simplesmente um desporto.

- Quando todos os restaurantes tiverem as ementas à porta e com os preços afixados.

- Quando os todos os estabelecimentos comerciais tiverem os preços dos artigos expostos à vista.

-Quando entre os indivíduos que têm poder para instalar sinais de trânsito, não haja nenhum pateta.

- Quando ninguém for ao aeroporto, à chegada da selecção nacional, eliminada do campeonato do mundo, só para ofender selvaticamente o seleccionador nacional.

- Quando nas escolas de condução se ensinar as pessoas a conduzir, em vez de ensinar a fazer inversão de marcha, a arrumar o carro e a não deixar o motor ir a baixo.

- Quando os Joões Pintos, os Sabrosas, os Decos que proliferam no futebol português apanharem 20 jogos de suspensão, cada vez que simulam um penalty, da mesma forma que quem rouba uma carteira vai preso.

- Quando os meus filhos e todos os outros Portugueses da sua geração, puderem planear a vida a mais de 3 meses e os meus netos e os dos outros Portugueses, tiverem alguma perspectiva de viver um futuro com dignidade

- E por fim, quando conseguir uma consulta de Oftalmologia no Hospital Egas Moniz, que pedi há mais de um ano.

No dia em que tudo isto, ou quase tudo isto, acontecer, juro que ponho Bandeiras de Portugal bem grandes em todas as janelas da minha casa (se ainda tiver casa, se a casa ainda tiver janelas e se Portugal ainda existir) mesmo que a selecção NÃO SEJA apurada para um qualquer Campeonato de Futebol !



... Até lá… (juro) fico recolhido em casa com as janelas bem fechadas, cobertas com cortinados bem opacos e profundamente envergonhado deste país onde nasci, fui criado, vivo e trabalho.
Autor Desconhecido ... mas PORTUGUÊS quanto baste!!!!!

Subscrevo
Maria de São Pedro

16 Uivos:

Blogger Ahlka uivou...

Hehhe tás à pega, nunca mais sais de casa nem colocas bandeira!
...acrescenta aí uma errata sustituindo o 'subscrevo' por 'subscrevo quase tudo'.
Conselho de amiga ;))

9:52 da manhã  
Blogger LUA DE LOBOS uivou...

claro que saio mas achei este texto muito elucidativo do que vai na cabeça de alguns (muitosssssss) portugueses....

11:17 da manhã  
Blogger Ahlka uivou...

Eu percebi...Estava só a 'meter-me' contigo ;)*

3:02 da tarde  
Blogger Luisa uivou...

Portugal assim seria um paraíso!!! Nunca porás a bandeira porque nada do que dizes acontecerá em Portugal! Não é pessimismo da minha parte mas acho muito dificil que alguma coisa mude...

4:46 da tarde  
Blogger Klatuu o embuçado uivou...

ORA NEM MAIS!!! Belo post.

6:09 da tarde  
Blogger josé quintas uivou...

se o post fosse um abaixo-assinado, subscrevia-o já

8:14 da tarde  
Blogger miguel uivou...

Não tenho bandeira na janela de casa nem na varanda nem no carro.
Não tenho de demonstrar que sou português com bandeiras.
Fico contente quando ganham um jogo, apesar de não gostar de futebol.
Faço o que posso para que o espaço onde ando seja melhor.
Na rua apanho lixo, mesmo que não seja meu.
Não rogo pragas a quem, coitado, deixou cair esse lixo.
Nem a quem acha que deve ter uma bandeira.
Nem a quem acha que Portugal é melhor se tiver um grande centro comercial e muitos estádios.
Compreendo-os, apesar de não concordar.
Todos temos a obrigação de fazer de Portugal um local melhor para se morar.
Já agora se isso for feito pela positiva, melhor!
Não gosto nada de ouvir falar mal de Portugal, mesmo que o que seja dito seja verdade.
Fico triste.

Beijos,
Miguel

12:05 da manhã  
Blogger Maria Paula uivou...

Subscrevo. Acrescento 'quando a seguir a uma curva não existir uma passadeira de peões', 'quando não se estacionar em segunda fila encalacrando o trânsito, ou defronte de portas de garagem', 'quando médicos, pessoal de enfermagem e professores o sejam porque nasceram para isso e não porque tiveram boas notas'. E milhentas outras coisas, que de repente não me lembro. Beijinhos para ti, Maria.

11:19 da manhã  
Blogger Antona antonA uivou...

lo mismo ocurre en mi pais

beijos

10:10 da tarde  
Blogger [ CJT ] uivou...

[ spam descarado ]

HTTP://HUMANA.WORDPRESS.COM

abraços,
ct

4:41 da tarde  
Blogger H. Sousa uivou...

Seguindo sugestão dada acima, transformei este post em petição:

http://www.petitiononline.com/h123s456/petition.html

10:53 da tarde  
Blogger Antonio Stein uivou...

Olá,
Pois é minha amiga,este rol de vergonhas Lusas que até peca por pequeno, vai passar aos netos, aos bisnetos, quem sabe à posteridade.

Um País sem conteúdo,Estropiado dos mais elementares Valores Sociais.

Um Beijo
António

12:11 da manhã  
Blogger José António uivou...

Olá Maria,

Passei por aqui para dar uma vista de olhos pelas novidades.
Confesso que não li o post, passo depois por cá, que ele é muito grande e são horas de ir dormir (e já estou 'vesgo' de olhar para o écran...)

Mas as poucas frases que li deram-me a impressão de que concordo contigo na generalidade.

Entretanto fica uma beijoca.

bjs,

2:40 da manhã  
Blogger Cleopatra uivou...

FANTÁSTICO!!!!

4:34 da tarde  
Blogger SusanaV uivou...

FABULOSO!

CONCORDO.. E SUBSCREVO TUDO..

SUSANA

5:14 da tarde  
Blogger casa da nana uivou...

de facto... parece que Portugal é só futebol...
Que futuro deixamos aos nossos filhos?? futebol? Sim.. tambem acho importante e gosto de ver... mas Portugal deveria ser tanto mais....

bjos
nana

5:16 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home