quinta-feira, dezembro 27, 2007


a revolta perante uma traição é infinita

10 Uivos:

Blogger Cleopatra uivou...

Maria..............
Maria.............!!!Onde andas?

11:01 da manhã  
Blogger Paula Raposo uivou...

Também é verdade!! Muitos beijos para ti.

11:29 da manhã  
Blogger Nilson Barcelli uivou...

Ou nula, porque o desprezo às vezes é preferível.
Um excelente 2008 para ti, sem traições nem revoltas...
Xi + beijoka

1:07 da tarde  
Blogger Nanda Nascimento uivou...

...seja ela qual for!

Beijos e flores!!

10:12 da tarde  
Blogger joaninha uivou...

Trair é escolher o escuro para matar... Não tem classificação, desde que isso a que se chama trair, não seja apenas uma sombra na mente do Homem...
E para um bom fim-de-semana, uma grande beijoca

12:23 da tarde  
Blogger jo ra tone uivou...

As minhas desculpas por entrar assim desta forma.

Não devemos repisar as dificuldes e dores porque isso prejdica a saúde, provoca enfermidades.
Não devemos dar ao nosso corpo alimentos nocivos, de pensamentos negativos.
Falemos antes de saúde de riqueza , progresso e vitória.
Os bons pensamentos produzem frutos de alegria e aumentam a felicidade no dia-a-dia.(apalavra do homem é responsável pelo estado da sa saúde física)

Bom ano

Saudações

2:42 da tarde  
Blogger XannaX uivou...

infinita...
mereciamos? não? cabeça erguida! olhar em frente! nós somos infinitamente melhores!
que 2008 seja repleto de caminhos iluminados!
b
e
i
j
o

3:47 da tarde  
Blogger preconceitos uivou...

Todavia a glória estará em tentar esquecer e a vitória em perdoar...
Que o novo ano e todos os seguintes nos tragam o que procuramos, seja lá o que for...

11:03 da manhã  
Blogger Rodolfo N uivou...

Maria, infinita es la bondad de Dios...
Que tengas un Año Nuevo maravilloso!!!
Beijos

11:07 da manhã  
Blogger Carol uivou...

A traição não se perdoa e não se valoriza. A uma traição devemos responder com o desprezo absoluto, porque somos melhores do que isso.
Beijos e desejos de um excelente 2008.

7:27 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home